Lisboa Depois da Expo...
Mandato 1998 - 2001



Lisboa Depois da Expo...

Nota introdutória

Está na razão da existência das assembleias municipais, no quadro da estrutura autárquica democrática, o constituírem forum para debate de todas as questões que afectam a vida colectiva das populações que servem e de onde as suas competências.

Sem dúvida que a realização de uma exposição mundial, na até então malfadada zona oriental de Lisboa, afectou a face e o quotidiano da cidade.
No sentido de promover um pensar colectivo sobre um fragmento tão significativo da história da capital e da região, a Comissão de Urbanismo, Rede Viária e Circulação (EXPO'98) da Assembleia Municipal de Lisboa propôs, na sequência de iniciativas semelhantes levadas a efeito por este órgão autárquico de um colóquio sobre o tema.

Cumprido esse compromisso, alcançados os objectivos delineados com larga e interessada participação de eleitos, convidados e população, viu-se a Assembleia Municipal de Lisboa possuidora de um valioso espólio histórico e cultural que decidiu fazer divulgar.

Encorajou-se a não remeter tudo esse material para arquivos de esquecimento o facto de imediatamente após a realização do colóquio, os eleitos da cidade de Hanôver, onde se realizará a próxima exposição mundial, terem procurado colher a experiência então revelada junto da Assembleia Municipal de Lisboa.

Foi decidido que na publicação que agora se apresenta se manteria a linguagem coloquial, tal como foi utilizada e fielmente transcrita das gravações efectuadas, incluindo comentários e apreciações circunstanciais.

Francisco da Silva Dias

Presidente da Comissão Permanente
de Urbanismo, Rede Viária e Circulação (EXPO'98)





< Artigo anterior: 7 mandatos ao serviço da...
Artigo seguinte: Sessão Comemorativa - 25... >
Mapa do sítio  /  
Ficha técnica  /