Grupo PSD - Assembleia Municipal de Lisboa

RECOMENDAÇÃO - Apoio Municipal ao programa de controlo da população de Gatos Silvestres na cidade
03 de Setembro de 2013
O número crescente de cães e de gatos excede a capacidade da nossa sociedade de cuidar deles. A Câmara Municipal não tem capacidade instalada para, no quadro da ação isolada, um programa de grande escala de controlo de população de animais vadios na cidade. Existem associações e grupos de cidadãos organizados que se dispõe a desenvolver campanhas alargadas de esterilização. O PSD apresentou esta recomendação solicitando à CML total apoio logístico a estas campanhas. A recomendação foi subscrita pela deputada Maria José Pinheiro Cruz. Veja o texto completo e resultado da votação em "ler mais".

 

Considerando que o número crescente de cães e de gatos excede a capacidade da nossa sociedade de cuidar deles. Em consequência, muitos não têm lares para abrigá-los passando a partilhar a cidade como seu habitat. Esta convivência não controlada com a comunidade cria a situações que origina a morte precoce de muitos dos animais vítimas de acidentes, ou eutanasiados, sujeitos maus-tratos ou doenças;

Considerando que as fêmeas produzem normalmente duas ninhadas por ano. O tamanho da ninhada atinge em média 8 indivíduos, que se tornam independentes ao fim de 6 meses, pelo que em condições ideais, podem produzir-se partos em cada oito semanas;

Considerando que a prática simples de esterilizar um animal de companhia, de modo que ele/ela não possam reproduzir, faz uma grande diferença no sentido de reduzir o número de animais abandonados, evitando-se o sofrimento e a morte de muitos deles. A esterilização de fêmeas e machos traz inúmeras vantagens para o animal e para a comunidade;

Considerando que se estima que um controlo deste tipo deve realizar-se duas vezes por ano para manter a população controlada, sabendo-se que nos gatos silvestres, a taxa de renovação é muito mais alta que nos gatos que recebem alimento;

Considerando que, em relação à sobrepopulação de gatos silvestres não existe qualquer outra solução, irá ser lançada em breve uma "Campanha de Esterilização dos Gatos Silvestres de Lisboa" desenvolvida pelos voluntários Grupo de Lisboa da Campanha de Esterilização;

Que a Câmara Municipal não tem capacidade instalada para, no quadro da ação isolada, um programa de grande escala de controlo de população de animais vadios na cidade seguindo os preceitos técnicos corretos, tal como reconheceu na apresentação do programa municipal CER (Captura-Esterilização-Recolocação). 

A Assembleia Municipal de Lisboa reunida em Sessão Ordinária, em 03 de Setembro de 2013, delibera recomendar à Câmara Municipal de Lisboa que:

- A Câmara Municipal de Lisboa promova um protocolo de colaboração com o Grupo de Lisboa da Campanha de Esterilização ou outras entidades ou organizações de cidadãos no âmbito da Proteção Animal, fornecendo o apoio logístico necessário á “Campanha de Esterilização dos Gatos Silvestres de Lisboa".

Lisboa, 02 de Setembro de 2013

Pl’ a Bancada Municipal do PSD

Maria José Pinheiro Cruz

Deputada Municipal

Esta Recomendação foi aprovada por maioria com os votos contra do PPM e abstenção de 5 deputados do grupo " Cidadãos por Lisboa".



< Artigo anterior: Falta de rigor,...
Artigo seguinte: PSD apoia a criação de... >

Discussão Pública da Proposta de Revisão do Plano Director Municipal. De 7 de Abril a 20 de Maio.
Participe!

Mapa do sítio  /  
Ficha técnica  /